Nome: reconhecer, identificar…

Reconhecer, identificar, “formar” e escrever o próprio nome, é o “primeiro passo” em que relacionamos nossa representação da identidade como processo de escrita. A partir disso, a criança amplia seu conhecimento acerca das letras e suas “variações” (quantidade, ordem…), além de se perceber como sujeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.